O surgimento dos vídeos animados

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Atualmente a animação ganhou um aparato tecnológico imenso. É bem mais comum que empresas invistam em vídeos animados buscando uma maior publicidade de seus produtos e serviços. Quem encontra no mercado toda a atual variedade e técnicas adotadas em uma produção do tipo, pode sem imaginar como foi o surgimento dos vídeos animados.

Você também tem essa curiosidade? Então confira neste post um pouco da história da animação.

Falar do surgimento dos vídeos animados é também falar de diversos acontecimentos ao mesmo tempo. Alguns pequenos instrumentos ajudaram bastante na propagação e modernização da técnica, até chegar aos vídeos que podemos assistir hoje. Um dos primeiros aparelhos que surgiram na história foi o taumatrópio. O objeto era formado por um círculo de papel que tinha barbantes presos em cada uma das suas extremidades. Ao torcer o barbante, era possível ter a sensação que o desenho do papel se movimentava.

Após o traumatrópio, outros aparelhos foram criados, como o fenaquistocópio, o zootrópio e o praxinoscópio. Todos esses tinham o mesmo objetivo, buscando trazer movimento a desenhos estáticos. Contudo, foi em 1895, com o cinematógrafo, que August e Louis Lumière entraram para a história como os primeiros a oficializarem o surgimento dos vídeos animados. O aparelho era capaz de registrar uma sequência de fotografias e reproduzi-las em uma tela, dando o efeito de animação. Foi utilizando uma técnica parecida dos irmãos Lumière, que Émile Cohl criou o que foi considerado o primeiro filme animado, em 1908. O vídeo tinha aproximadamente 2 minutos de duração. Mesmo não tendo uma narrativa completa e estruturada, o vídeo entrou para a história da animação.

O surgimento dos vídeos animados ainda gera bastante discussão entre produtoras. Você já conhecia a história que contamos neste post?

Se você deseja trabalhar vídeos animados para a sua empresa. Entra em contato com a gente? Queremos entender mais do seu projeto.


Deixe seu Comentário.



Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×